Core-PB

Atendimento online
Clique aqui e tenha acesso aos principais serviços pelo Setor de Atendimento do Core-PB.
  • portal-da-transparencia
    Transparência e prestação de contas
  • denuncie
    Denuncie o exercício ilegal da profissão
  • info
    Transparência e prestação de contas
  • denuncie
    Denuncie o exercício ilegal da profissão

Confere realiza Seminário dos Coordenadores do Sistema Confere/Cores

Confere realiza Seminário dos Coordenadores do Sistema Confere/Cores

O Seminário proporciona oportunidade de troca de experiências entre os coordenadores e a construção de conhecimentos para o desenvolvimento dos Regionais.

“Nosso objetivo é orientar os coordenadores, profissionais multifuncionais, para atuarem de forma efetiva, tornando os procedimentos mais ágeis e unificados”, destacou o diretor-presidente do Confere, Archimedes Cavalcanti Júnior.

Para o diretor-secretário, João Pedro da Silva Rosa, a atualização dos profissionais tem sido uma preocupação constante da administração.

Já o diretor-tesoureiro, Sidney Fernandes Gutierrez, frisou a importância dos seminários: “São eventos para o saneamento de dúvidas do público interno do Sistema Confere/Cores, que visam identificar oportunidades de melhoria na gestão.”

A programação conta com assuntos diversos, como: Aspectos práticos do monitoramento da Transparência ativa pelo Confere, segundo orientações do TCU; Efeitos da Fiscalização de Orientação Centralizada (FOC – Acórdão Final 1237/2022); Nova Lei de Licitação – Adoção definitiva pelo Sistema Confere/Cores; Aspectos Práticos do Centro de Serviços Compartilhados; Portal da Área do Representante Comercial; Relatório de Gestão Trimestral. O grupo também debaterá sobre o Processo Orçamentário dos Cores e Plano de Ação; Aspectos Gerais do Sistema Eletrônico de Informações (SEI) e Atos Normativos Padrões no Sistema Confere/Cores.

“O coordenador é o responsável pela operacionalização dos atos administrativos e pela supervisão da execução das atividades do Conselho. Precisa conhecer todas as ações institucionais da Entidade; as obrigações legais e regimentais relacionadas à categoria que fiscaliza e, em especial os controles internos típicos do Conselho como ente público. A condução apropriada desses controles dará a tranquilidade necessária ao gestor para gerir a instituição, o suporte correto na prestação de contas ao Conselho Federal e a elaboração apropriada do Relatório de Gestão”, ressaltou Paulo Porto, gerente geral do Confere.